O Senhorio de Cristo e a Grande Comissão

Na chamada Grande Comissão (Mt 28.18-20), Cristo, que tem toda (raiz πας – pas) autoridade, enviou os discípulos a irem por todo (πας) o mundo, fazendo discípulos, que devem aprender e viver tudo (πας) que o Senhor ensinou. Os discípulos, tanto os que ouviram diretamente Jesus falando naquele momento quanto os que vieram depois ou ainda virão, podem descansar na promessa de que nosso Amado está conosco todos (πας) os dias até a sua volta, afinal, Cristo é Emanuel não só nos tempos narrados no Evangelho de Mateus, Ele é Deus conosco para sempre (Is 7.14, 8.8; Mt 1.23, 28.20).

Ser discípulo de Jesus é um ato comunitário e público (“batizando”). Não existe vida cristã saudável sem comunidade. Não existe comunidade quando as pessoas só se vêem aos domingos e mal conversam entre si. A vida cheia de conexões, mas vazia de relacionamentos, é algo muito diferente do que a Bíblia chama de Igreja. Por outro lado, embora ser Corpo de Cristo seja mais do que ir a um culto dominicalmente, isso não nos libera de participar das celebrações comunitárias e de guardar o Dia do Senhor. Não devemos deixar de nos congregar, de participar de uma reunião cristã (Hb 10.25).

Ser discípulo também significa viver sujeito ao Mestre, isto é, vivenciando “tudo que Ele ensinou”. Discipulado, conforme as Escrituras, é conformar o viver à vontade de Cristo. Nas palavras de Peter White, “a ligação do discípulo a Cristo é pessoal, mas não tanto de maneira mística quanto moral. As características do discipulado nos Evangelhos incluem obediência a Jesus, sofrimento com ele e ser colaborador com ele” (O pastor mestre). Não podemos escolher as passagens bíblicas que nos agradam, todo o ensino bíblico é importante para a vida do cristão e deve mudar seu viver.

Discipulado é vida na missão de levar outros ao discipulado, atuando sob o comando de quem tem toda autoridade. Cristo governa (Ap 5) e tem interesse em todo o planeta. Ele promete nos apoiar nessa jornada a todo momento, tanto no nosso próprio discipulado quanto na tarefa de formar outros discípulos. Vamos, sigamos o Cordeiro por onde quer que Ele vá (Ap 14.4).

Comentários estão fechados.